A minha hipótese é que o tribunal
não é a expressão natural da justiça popular mas, pelo contrário, tem por função histórica
reduzi−la, dominá−la, sufocá−la, reinscrevendo−a no interior de instituições características do
aparelho de Estado.